Você está aqui:

7º EDEP traz a bela trajetória de 75 anos do IBOPE

ABEP Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa

09/05/2017

No primeiro dia do 7º EDEP, tivemos também a agradável narrativa de Luis Paulo Montenegro sobre a trajetória de 75 anos do IBOPE, desde o seu nascimento, em 1942, pelas mãos do empreendedor Auricélio Penteado, dono da rádio Kosmos, até a sua venda, em 2015 para o grupo internacional WPP, passando pelo período extremamente fértil em que foi administrado e ganhou projeção internacional sob a batuta da família Montenegro.

Luis Paulo lembrou quando seu pai, Paulo de Tarso Montenegro, assumiu a presidência da empresa, em 1997, e um ano depois, incomodado por alguns problemas cardíacos, transfere em definitivo para ele e para seu irmão mais velho, Carlos Augusto, a missão de transformar o IBOPE no maior grupo de pesquisa da América Latina, presente 14 países do México para baixo. É bom lembrar que tanto Carlos Augusto como Luis Paulo já estavam envolvidos com a empresa desde a década de 1970.

Já em 1990, o IBOPE se associa à Milward Brown, passando a oferecer também serviços relacionados a estudos de marcas e comunicação. Na sequência, a empresa inicia sua expansão na América Latina e começa a fornecer dados de audiência de TV na região, iniciando seu relacionamento com a WPP e a Nielsen.

Fora a expansão corporativa do IBOPE, Luis Paulo contou, por exemplo, momentos do IBOPE nos pleitos de 1982, com as eleições de Leonel Brizola (RJ), Franco Montoro (SP) e Tancredo Neve (MG). Lembrou a virada eleitoral de Jânio Quadros, em 1985, contra Fernando Henrique Cardoso pela Prefeitura de São Paulo. “Foi a partir desta eleição que o mercado de pesquisa descobriu a volatilidade da opinião do eleitor”, destacou Luis Paulo, em depoimento aos convidados de EDEP. “Essas e outras histórias fazem parte da bonita trajetória do IBOPE. Passados 75 anos, a nossa família, embora tenha repassado o controle ao WPP, ainda mantemos o IBOPE Inteligência, e continuamos convictos na superação da crise econômica e no otimismo do País. ”

 

Instantes de reflexão

Um pouco antes do depoimento de Luis Paulo Montenegro, os participantes do EDEP discutiram três temas de grande efervescência no cotidiano dos institutos de pesquisa, como as questões relacionadas ao turnover de talentos dentro das empresas, apresentadas pelo consultor José Luiz Bichuetti, do IBGC, as dúvidas, as vantagens e as desvantagens geradas pela nova legislação que rege a terceirização na contratação de profissionais e ainda o relacionamento pouco integrado das empresas de pesquisa com a academia, com Paulo Cidade, veterano profissional do segmento e professor de pós-graduação da USP.

 

__

Você pode acompanhar nossas publicações e fazer o download da revista PMKT21 também pelo aplicativo da ABEP.

Baixe agora o PMKT 21:

– Apple Store

http://ow.ly/WARy30bmUm1

– Google Play

http://ow.ly/eud730bmUOM

 

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

6 × um =

ColetivaWeb