Você está aqui:

O desafio de atrair novos talentos

ABEP

24/03/2015

Alexandre de Saint-Léon, CEO da Ipsos Brasil, aponta as dificuldades enfrentadas pela área de RH das empresas pesquisa, sem deixar indicar algumas soluções

O mercado de pesquisa todos os dias enfrenta o desafio de como atrair e manter os novos talentos nas empresas. Convidado para abordar o tema no EDEP, Alexandre de Saint-Léon, CEO da Ipsos Brasil, apontou alguns problemas que devem ser superados. O primeiro deles é o perfil discreto do mercado de pesquisa diante de outros setores, principalmente a publicidade, que vende muito glamour aos jovens. A falta de visibilidade dos profissionais de pesquisa é um afugentador levado em conta pelo universitário que busca rapidamente a notoriedade.

Outro fator inibidor da área de pesquisa é a necessidade do profissional ser multitarefa. Principalmente no início da carreira, ele deve ser gestor, marqueteiro, consultor, estatístico, além de entrevistador. “São muitas funções para quem está ainda no início de uma longa trajetória”, disse Alexandre de Saint-Léon.

Existe mais um obstáculo que é o choque de gerações. Os profissionais que chegam hoje ao mercado de trabalho são pouco comprometidos e buscam uma rápida ascensão profissional. “Eles não estão preocupados com a sua formação. Eles querem saber quando conseguirão sentar na cadeira do presidente da empresa”, lembrou o CEO da Ipsos Brasil.

Fora do setor de pesquisa, outros problemas apontados por Alexandre de Saint-Léon foram uma legislação trabalhista antiquada, a baixa qualidade de ensino do jovem que ingressa no mercado de trabalho. “Encontramos entrevistadores que muitas vezes só sabem ler”, advertiu o executivo.

Por outro lado, Alexandre de Saint-Léon assinalou alguns itens que devem ser explorados na hora de atrair os novos talentos. Um deles a possibilidade do mercado de pesquisa permitir que o profissional conheça o mundo por meio do trabalho. Outro foco de atração é a chance de aprender e executar estratégias para resolver problemas. Mais um mote positivo é a oportunidade de impactar, em pouco tempo, os negócios do cliente. “Fazer a diferença é um prêmio para qualquer profissional, principalmente se ele está em início de carreira”, finalizou o executivo da Ipsos Brasil.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

oito − 3 =

ColetivaWeb