Você está aqui:

Workshop “A Vanguarda da Pesquisa de Mercado: os pequenos municípios e o potencial das telecomunicações

ABEP

10/11/2015

Em mais um segmento do workshop “A Vanguarda da Pesquisa de Mercado”, Betty Wainstock e Ricardo Castro, sócios da Ideia Consumer Insight, apresentaram os resultados da pesquisa Cidades Descobertas, realizada em parceria com a agência Artplan, que identificou o perfil dos municípios com até 100 mil habitantes, universo que representa 95% das cidades brasileiras, 45% da população e 30% do PIB. O estudo fez 90 entrevistas com pessoas sobre os hábitos de consumo em 12 municípios, alguns deles praticamente desconhecidos da maioria dos brasileiros, como Além Paraíba (MG), Cabedelo (PB), Mãe do Rio (PA) e Araranguá (SC).

Os dados revelaram cinco descobertas: a maioria dos moradores dessas pequenas cidades não quer morar em outro lugar, apesar das poucas oportunidades de trabalho, da educação precária, da falta de médicos e de hospitais, entre outras deficiências; isso porque eles acreditam que suas cidades podem melhorar. O levantamento mostrou também que as pessoas conhecidas são as grandes influenciadoras para o consumo, os jovens querem estudar sem sair da própria cidade e 84% dos moradores têm acesso à internet.

Na sequência, Fernanda Araujo, gerente de Inteligência de Marketing e Vendas da Oi, mostrou o universo colossal de informações que deve gerenciar para obter os melhores resultados em suas ações para ganhar mercado e expandir a visibilidade da marca Oi. Essa grandeza começa pela 26ª posição que o Brasil ocupa no ranking mundial de telecomunicações, o 6º lugar entre os países em desenvolvimento, a 2ª colocação entre os países da América Latina (atrás do Chile) e o 3º posto entre as nações que compõem o BRICS.

Nesse contexto, o País apresenta um índice de 1,38 aparelho celular por habitante, 34,1% da população é atendida por internet banda larga, 68,6% dos brasileiros têm telefone fixo e 29,8% desfrutam de TV a cabo. Para conquistar market share, a Oi trabalha em três frentes: produtos (aquisição, retenção, rentabilização e oferta); canais (diretos, indiretos, ativos e receptivos) e vendas (distribuídas em sete regionais). Esse tripé de informações municia as áreas de planejamento estratégico e de comunicação.

Em planejamento estratégico, especificamente, as decisões são tomadas a partir de cinco conceitos: 1) avaliar, medir e aprender; 2) identificar, tratar, integrar e armazenar dados relevantes; 3) investir de forma direcionada pela estratégia; 4) conhecer sua capacidade e segmentar seus clientes; 5) escolher os canais de venda e comunicação adequados à cada cliente. Como se vê, esse mercado de telecomunicações é preciso mesmo arrebatar um leão por dia.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

8 × dois =

ColetivaWeb