Você está aqui:

ESOMAR 2017 revela como foi a primeira pesquisa de mercado feita em Cuba

ABEP Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa

18/04/2017

Por Cíntia Corrales *

Os congressos da ESOMAR sempre trazem inúmeras ideias, reflexões e inovações a respeito do perfil e das necessidades do consumidor. No entanto, a edição LATAM 2017, que aconteceu na Cidade do México entre os dias 5 e 7 de abril, trouxe para mim uma surpresa especial: o paper apresentado por Fernando Alvarez, da Millward Brown/México, sobre o primeiro estudo de mercado realizado em Cuba.

Embora tenhamos na América Latina alguns países que estejam na vanguarda da pesquisa de mercado, Cuba era um mercado totalmente virgem para a pesquisa de mercado e tiveram que enfrentar grandes desafios, como a não existência de zoneamento domiciliar, ausência total de segmentação de consumidores e falta de entrevistadores profissionais.

Para realizar o estudo BrandZTM, de avaliação de marcas, a solução foi recorrer a estudantes universitários. E se aqui no Brasil já estamos na era dos tablets e pesquisa online, o desafio lá ainda era providenciar pranchetas e crachás para a equipe.

Além disso, a equipe de pesquisadores da Millward Brown atuou cercada por outras limitações institucionais. Isso porque dependeu prévia autorização do Ministério da Ideologia em relação à metodologia e até o questionário. Contarei essa e outras novidades a respeito do ESOMAR Latam 2017 em um artigo que publicarei na próxima edição da PMKT21. Até lá!

* Cíntia Corrales é diretora da Network Pesquisa e Presidente da ASBPM (Associação Brasileira de Pesquisadores de Mercado, Opinião e Mídia)

Galeria

CubaESOMAR-Latin-America-2017_past-conferences_1000x377ESOMAR-Latin-America-2017_past-conferences_1000x377
  • Cuba
  • ESOMAR-Latin-America-2017_past-conferences_1000x377
  • ESOMAR-Latin-America-2017_past-conferences_1000x377

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

oito × = 72

ColetivaWeb