Você está aqui:

Contrastes paulistanos

ABEP Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa

09/11/2017

A última edição do Mapa da Desigualdade da Cidade de São Paulo, projeto realizado pela Rede Nossa São Paulo com a FESPSP (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo), revela, entre outros dados, que o morador dos Jardins, área nobre da capital paulista, chega a viver 23,7 anos a mais, em média, do que quem reside no Jardim Ângela, região carente da Zona Sul do município. O cálculo foi obtido a partir da divisão da soma das idades ao morrer pela quantidade total de óbitos em todas as idades, ocorridos em determinado ano e localidade.  Enquanto, o morador dos Jardins vive, em média, 79,4 anos, o morador do Jardim Ângela vive 55,7 anos.

Quando o assunto são os leitos hospitalares disponíveis para internação, o levantamento apontou que 33 distritos da capital não possuem nenhuma vaga para internação. A região da Bela Vista, no Centro, é o distrito que mais possui leitos hospitalares, com 46,4 vagas para cada mil habitantes. Já o bairro de Vila Medeiros, na Zona Norte, é o distrito com pior índice: 0,041 vagas a cada mil habitantes.

Saiba mais no link. 

___

Você pode acompanhar nossas publicações e fazer o download da revista PMKT21 também pelo aplicativo da ABEP.

Baixe agora o PMKT 21:

– Apple Store

http://ow.ly/WARy30bmUm1

– Google Play

http://ow.ly/eud730bmUOM

Responda Aqui:

ColetivaWeb