Você está aqui:

Marcas próprias crescem em meio à crise

ABEP Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa

17/07/2017

Estudo da Nielsen sobre marcas próprias (MP) no Brasil identificou que o apelo de preços mais competitivos, em média 13% menores, não tem conseguido os mesmos resultados em todos os segmentos avaliados (autosserviço, farmácias e atacarejo). Oscilando positivamente, as MP cresceram mais do que as marcas de fabricantes, 13,4% e 9,6% respectivamente. Produtos básicos como papel higiênico (25%), feijão (19%), leite asséptico (18%), óleos para cozinhar (18%), açúcar (15%) e arroz (15%) foram os que mais contribuíram para esse bom resultado.

Segundo Jonathas Rosa, coordenador de Atendimento ao Varejo da Nielsen, “além do posicionamento de preço aliado à disponibilidade em loja, o crescimento das MP, impulsionado pelas categorias básicas, se deve também ao fato das trocas de marcas realizadas pelos brasileiros em meio à crise. O consumidor tem a percepção de que, quando se trata dos itens básicos, a qualidade da MP é suficiente para atender suas demandas de consumo”.

Saiba mais no link.

Você pode acompanhar nossas publicações e fazer o download da revista PMKT21 também pelo aplicativo da ABEP.

Baixe agora o PMKT 21:

– Apple Store

http://ow.ly/WARy30bmUm1

– Google Play

http://ow.ly/eud730bmUOM

 

Responda Aqui:

ColetivaWeb