Você está aqui:

Os efeitos da crise nos lares brasileiros

ABEP Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa

12/09/2017

Atualmente, 52% dos lares brasileiros estão sendo impactados pelos efeitos da crise e adotam diversas alternativas para economizar, uma delas é racionalizar o consumo. Esse resultado foi captado pela Análise Anual Nielsen – Mudanças no Mercado Brasileiro 2017. O estudo constatou que, em 2016, o volume de vendas por lar da cesta de produtos Nielsen (itens dos segmentos de Limpeza, Higiene e Beleza, Bebidas Alcoólicas/Não Alcoólicas, Perecíveis e Mercearia) caiu, em média, 5,2%.

O relatório do levantamento diz que se antes as famílias brasileiras recebiam estímulos de consumo positivo, hoje estão presenciando um cenário contrário com retração da renda − voltando ao patamar de cinco anos atrás −, pressionada pela elevada taxa de desemprego e pelo corte de despesas.

Nas famílias classificadas como Abaladas (representam 13.7 milhões (28%) dos lares no Brasil e responsáveis por 28% dos gastos), por exemplo, elas buscam nos hipermercados itens em promoção e de marcas próprias. Além disso, buscam preços, em média, 13% mais competitivos, em 85% das categorias.

Já entre as famílias consideradas Promissoras (representam 5.5 milhões (11%) dos lares no Brasil e são responsáveis por 16% dos gastos), 3% indicam corte de alimentação fora de casa e do lazer como as principais medidas para economizar. A experiência de ir a um bar ou a um salão de beleza migrou para o cotidiano doméstico.

Saiba mais no link.

Você pode acompanhar nossas publicações e fazer o download da revista PMKT21 também pelo aplicativo da ABEP.

Baixe agora o PMKT 21:

– Apple Store

http://ow.ly/WARy30bmUm1

– Google Play

http://ow.ly/eud730bmUOM

Responda Aqui:

ColetivaWeb