Você está aqui:

Destaques do ESOMAR LATAM 2015

ABEP

07/05/2015

O Congresso ESOMAR LATAM focalizou, como muitos outros recentemente têm feito, as grandes mudanças que o ambiente de pesquisa vem sofrendo com a ampliação do uso de novas tecnologias de coleta de dados, baseadas na web e no mundo mobile. Além disso, o evento revelou os desafios do uso de neurociência para aferir melhor as reações emocionais, que habitam um território não visível do comportamento, o chamado Sistema 1.

Vários palestrantes trouxeram uma visão aplicada a casos reais, que quase sempre contaram com a participação de seus clientes. Esta apresentação de cliente- fornecedor reforça o valor dos temas expostos e ajuda a contextualizar cada experiência. Foi bastante estimulante.

Mesmo correndo risco de cometer alguma injustiça entre excelentes trabalhos apresentados, chamou atenção o paper de Flavio Marcondes, da Coca Cola, por trazer uma quebra de paradigma no processo de decisão, assim como os que traziam casos da LOréal, do Itaú e da Pepsi, ao valorizar os aspectos emocionais, como não o faziam antes.

A presença do Google e do Facebook, como geradores de material de pesquisa, foi um marco, que torna ainda mais tangível como o ambiente de fornecimento de pesquisa e inteligência de mercado precisa se reinventar e se posicionar. Pois a massa de dados que hoje pode ser coletada e classificada por máquinas e softwares sempre vai precisar da análise especializada do pesquisador de mercado, para extrair os insights, depurar o que é ou não relevante, e, principalmente, dar recomendações acionáveis de como aplicar essas informações aos negócios dos contratantes de pesquisa.

Nosso Congresso ABEP de 2016 vai tratar principalmente da TRANSFORMAÇÃO no sentido mais completo da palavra, o que inclui olhar para o mercado e para a sociedade brasileira, os valores, as tecnologias e suas aplicações, e, principalmente, para o que esse movimento de novas tecnologias, num país que atravessa profundas transformações e alguns retrocessos lamentáveis, pode antecipar para a próxima década. Pretendemos dar um passo adiante, não mostrar apenas o que está sendo feito, antecipando o que poderemos esperar no macro ambiente brasileiro.

(*) Zilda Knoploch é presidente da Enfoque e chairwoman do Congresso da ABEP 2016

Galeria

Zilda KnoplochZilda Knoploch
  • Zilda Knoploch
  • Zilda Knoploch

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

+ cinco = 12

ColetivaWeb