Você está aqui:

Pesquisa revela avanço do cyberbullying

ABEP Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa

18/07/2018

Estudo realizado pela Ipsos em 28 países aponta que um em cada três pais afirmam saber de uma criança em sua comunidade vítima de cyberbullying. A maioria das 20.793 pessoas ouvidas, entre março a abril de 2018, afirma que as iniciativas para reduzir a prática são insuficientes.

No mundo, 17% dos pais consultados disseram que seus próprios filhos sofreram com esse tipo de agressão. Na África do Sul, desde 2011, a taxa saltou de 10% para 25%. Nos Estados Unidos, o índice alcançou 12 pontos percentuais, atingindo 27% em 2018.

A maior parte do assédio é feito dentro de redes sociais. A América Latina é a região em que o ambiente digital é mais comum para a prática do assédio, com 76% dos casos relatados. O menor índice foi registrado nos países da Ásia-pacífico, com 53%.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

× 6 = dezoito

ColetivaWeb